Uma goiaba nunca cai longe da árvore

24 11 2008

Ontem resolvi dar uma voltinha por alguns blogs e parei em um, que tem bastante coisa legal, que tinha uma entrevista com Pedro Lourenço e…                       how should I start?

pl1

No fundo você deve ser legal

Bom, o menino é um asco. Claro, numa família disfunctional desse jeito não poderia ter dado muito certo.

A mãe – Glória Coelho – tem fama de maluca. Diz a lenda que ela faz mapa astral de todo mundo antes da contratação, como se fosse a ficha de antecedentes criminais. Apresenta a mesma coleção no SPFW há anos. Não posso negar que esse dias passei na loja dela, e tava cheia de coisa linda, mas não agüento mais ver o mesmo desfile estação apóes estação. Aqueles recortes,ai! Sério, ninguém usa nada que ela faz,né? Nunca vi! A G deve sre lavagem de dinheiro, sei lá! Ah, não gosto de falar dos defeitos físicos dos outros, mas ela tá precisando URGENTE de umas facetas de porcelans naqueles dentes medonhos.

O pai Reinaldo deve vestir as saias em casa. Não sexualmente falando ( se bem que…) mas ele parece ser bem passivo bunda-mole. O último desfile dele tava a coisa mais linda ever, e o talento não tem como negar. Subiu na carreira e pegou a chefe (ele era assistente da Glória). Dizem que também é maluco e ouvi uma lenda de uma pessoa da equipe que tentou se suicidar (não sei se é verdade, mas é verdade que me contaram). Sabe que eu tenho uma certa simpatia por ele?

Desse casal suuuper normal nasce a criaturinha chata chamada Pedro. Com 12 anos fez umas peças na fábrica da família que foram parar no desfile da Carlota Joakina (olha a numerologia).Veja bem ALGUMAS peças. Mas claro que daí já começaram a falar que o menino -que não tinha nem pentelho- era O estilista da marca. O povo que trabalhava lá deve ter corroído de raiva.

No ano seguinte já foi uma coisa oficial, com 13 anos comandava “mesmo” a marca. Gente, não entendo nada de direito, mas trabalho infantil não é proibido? O menino pode ser bem talentoso, ter crescido fazendo isso mas né,tocar uma marca não é coisa pouca.

Onde eu estava mesmo? Ah! A entrevista!

Hoje, ele tem 18 anos, e paga de criador eremita, voltando ao batente depois de terminar o colégio. Quando eu tava terminando o colégio só pensava na minha viagem pra Porto Seguro!

A entrevista é muito boa mas a bichinha é muito chata! Parece que se esforçou muuuito tentando mostrar o quão excentrico, artístico é. Ficou forçado. Ele não respondeu direito a várias perguntas e usou o espaço como palco de encenação de seu personagem pretensioso e mimado.

Personagem sim, por que ninguém é assim. Muito menos uma pessoa que nem tem os dentes do ciso.

D: E como é seu dia-a-dia quando não está trabalhando? O que você gosta de fazer nas horas vagas?
P.L:
Trabalhar (Pedro é enfático nessa resposta). Afinal, este é o único objetivo do homem. Meu hobby é descarregar minha energia no trabalho, na minha criação.

Pedro, você tá precisando de amigos. E digo mais: uma micareta pode te fazer bem.