Post-IT

4 12 2008
 

Gente, vou fazer um it post, sobre um it blog de uma it “jornalista” (oi?)

it sósia

it sósia

 

Vocês acham que alguém que mete a palavra it na frente de qualquer merda que fala pode ser considerada  jornalista? Aparentemente sim. Jornalista de moda, by the way.

Já sabem de quem eu to falando? Da It mala Ale Garattoni que tem o blog mais it escroto lido e idolatrado pelas it nerds do pedaço.

A jornalista que de it não tem nada. Coisinha sem graça, daquelas que passam batido por você na rua e que podem cruzar com você todo dia e você nunca vai lembrar da cara. E que parece que tem como único objetivo na vida parecer rica.Um deslumbre Maria do Céu style.

 

Outro dia li no blog Ricota não Derrete uma gongada violenta na it-fútil, já que ela fez o favor de fazer um it post sobre prender o cabelo. Adorei. Adorar um coquezinho de escovar os dentes só porque foi feito em Paris, é foda!

Os posts sobre as “it-girls” parecem coluna social de jornal de interior.Fulaninha vestindo XXX no casamento de Sicrana, filha de Beltrano, no Tênis Club da Cidade. Já o post mais recente é útil mesmo,esina a diferenciar as bolsas Birkin e Kelly da Hermès.Vou ficar hoooras sentanda no banquinho da praça vendo as mulheres passar e apontando:Kelly, outra Kelly, Birkin, Birkin, Não acredito errei! É uma Hac!!Bem que Ale avisou pra não confundir!I might just shoot myself now!

Juro que esse festival de futilidades me dá um pouco de vergonha alheia. Além dela escrever para Vogue RG, aquela merda que na verdade é a Contigo com uma roupagem “it” (Condé Nast, pelamor, venha se apoderar do conteúdo editorial das Vogues do Brasil que tá FODA) ela cultiva um blog babaca. É muito babaca gente. Tem um post agora cujo título é: quer ser uma it girl? Aprenda com Carrie Bradshaw. Ahhhh, ainda bem que eu posso copiar um personagem fictício para me tornar uma it girl. Ainda bem que Ale me ajuda nisso, ela é tão it, não? hahaha, fala sério! O pior é que com certeza as leitoras nerds ficam lendo e anotando as dicas para fazer na vida real. GENTE, get a fuckin life, por favor! Pra onde foi a personalidade das pessoas? Alguém avisa???

Uma amiga me disse que foi dito no Pense Moda, que uma leitora desse blog mandou um e-mail com a foto de um carro pra A.G. perguntando se era it suficiente e se ela deveria comprar. A culpa não é da it blogger, mas se seu blog atrai pessoas que sofreram lobotomia isso não pode ser um bom sinal.

Tô cansada de tanta babaquice, tanta caretice, da eterna falta do que falar! – não, não foi nenhuma it girl que disse isso, foi Cazuza mesmo, mas resume tudo, não?

Antes que pensem que sou daquelas pentelhas pseudo-intelectuais, já aviso que não sou. Adoro futilidades também, mas nas devidas proporções, né!

A definição de it-girl é aquela mocinha admirada que serve como role model.E vamos combinar que as voguettes que são sempre lembradas no blog não servem lá de grande inspiração e nem sei porque faz post sobre tantas, sendo que são todas iguais.Já ia esquecendo…Alê, você não tem mais idade pra essas coisas, come on.

Não é a toa que a moda e todos que trabalham na área sofrem com o estereótipo de fúteis. Mas tudo bem, se for uma it fútil, tá beleza!