It-bullshit

21 09 2009

Este post vem atendendo pedidos.

Pior do que ter o blog mais fútil e sem personalidade ever é ter um blog que imita o tal blog fútil e sem personalidade! Sim, me refiro ao primo pobre do It girls meets Revista Atrevida, o Garotas Estúpidas. O outro é o primo do nome tosco, Sanduiche de Algodão (oi?).Tudo padê do mesmo saco, se é pra usar linguagem fashionista, então vai num post só. Gente é demais pra minha cabeça! Posso até enumerar as razões da minha revolta:

1. As it girls do Garotas Estúpidas são as versões piriguetes tupiniquins do original, tipo Daniele Winitz. Oi??? Desde quando a piriguete mór é referência de estilo? Alguém avisa a fofa?

ÍCONE de estilo em campanha para Planet Girl, referência em moda

ÍCONE de estilo em campanha para Planet Girls, referência em moda

2. A cada 5 palavras escrita pela garota estúpida vem uma risadinha “hahahaha”. Um pouco abobada? Pouco é understament, minha gente!!!!

3. Sanduíche de Algodão é escrito por uma estagiária da Vogue part time. Na outra metade do dia ela é….. dasluzete! AAAAAAA, depois dessa não preciso falar mais nada! Gente, depois não sabem porque gongo a Vogue. Como me contratam uma dasluzete??? Super imparcial, não? Taí um veículo sério!

4. Em uma “entrevista” a outro blog disse que adora “banho de lua”, vulgo blondor all over the place.Hein? Moça fina, né? Em outra diz que sua música favorita é Parabéns pra você. Sabe quem força pra ser retartado quando na verdade já é? Era pra ser engraçado, mas dá uma penina.

5.Poderia muito bem continuar mencionando as promoções para as leitoras, dignas de revista Ana Maria, os jabás sem fim e os posts extensos e repetitivos envolvendo atrizes do The City e The Hills que pra mim são o fundo do poço dos “reality” shows.

Para fechar com chave de ouro, deixo você com a biografia da autora do Sanduiche de Algodão (sublinhei as melhores partes):

“Helô Gomes? Serelepe, jornalista. De lua, às vezes viajo pra lá. Amo rosa, livros, batata frita, Paris Hilton, glitter, amigas, canetas coloridas e brincar de Stop. Na cabeceira: Voltaire – Candido ou o otimismo e a Bíblia. E, assim como a moda, sempre uma metamorfose ambulante. =)”

Ah, não preciso nem comentar, né?